Arquivo da tag: misc

Mumonzeki

A partir de hoje vou começar a recuperar alguns posts do meu antigo blog, o Mumonzeki. Mais do que um artifício para superar uma crise criativa, pretendo realizar o resgate de algumas reflexões que tive há alguns anos atrás, e que ainda parecem fazer sentido, colocando-as num espaço em que mais pessoas possam lê-las, conhecê-las, criticá-las, apreciá-las, aperfeiçoá-las.

O primeiro texto que vou tirar do baú chama-se Cirurgia gramática para redução do ego. É uma reflexão sobre individualismo, egoísmo e a nossa maneira de dizer as coisas.

O tempo não para

Há pouco mais de um ano, eu começava a escrever este blog, no embalo de uma promessa de ano novo. Felizmente, essa promessa se tornou realidade. Agora espero continuar a interminável construção desse refúgio virtual, tijolo por tijolo, quero dizer, post por post. Ainda que muitas vezes eu venha a dizer alguma coisa num dia para desdizê-la no dia seguinte. De todo modo, vamos em frente. Como o poeta já dizia: O tempo não para.

Recapitulando…

Pra tentar resumir em poucas linhas a atividade do blog em 2010, vou apelar para os números. Dizem que os números não mentem. Embora eu não concorde muito com essa afirmação, devo reconhecer que às vezes os números podem ajudar… como agora, por exemplo. Pois bem, seguem alguns números do blog em 2010:

.visitas: 726

.posts: 99

.dia mais movimentado: 21 de julho de 2010 (22 acessos)

.posts mais acessados:

Se não fosse o imprevisto, não valia a pena viver (27 acessos)

Uma caixa preta chamada urna eletrônica (27 acessos)

É inacreditável! (25 acessos)

O Ubuntu 10.04 é 10! (24 acessos)

Mais “fogo amigo” (21 acessos)

Daqui pra frente…

Daqui pra frente vai ser diferente! Vai? Sinceramente, não sei. Evidentemente, vou procurar melhorar na medida do possível. Se você, leitor, tiver alguma sugestão, não hesite em deixar um comentário.

Abraço!

E, antes que eu esqueça ou fique mal humorado:

Feliz 2011!

Mudança forçada (e inesperada)

Numa visita de rotina ao meu próprio blog — procedimento de certa forma narcisista — eis que tenho uma surpresa!

Acredito que os eventuais leitores também se surpreenderam com algumas mudanças — não tão cosméticas — no visual.

No começo, confesso que manifestei a “natural” resistência à mudança dos humanos e fiquei irritado ao ver que o novo tema aplicado compulsoriamente tinha “sumido” com a maioria dos meus widgets. (Depois que meu desktop pifou nesse fim de semana — acho que foi pro brejo o CMOS — fiquei meio avesso a eventos inesperados.)

Primeiro, procurei em vão pelo tema antigo — o Cutline. Depois, ainda tentei ver como ficava o blog com outros temas, mas não gostei muito das mudanças “radicais” que esses temas promoviam.

No fim das contas, acabei me conformando com este tema atual do blog: Coraline. Mais calmo e conformado, verifiquei que as configurações antigas dos meus widgets foram salvas e era uma simples questão de selecionar e arrastar para restaurar o “jeitão” do layout anterior. Sabe que até gostei da novidade?

Promessa de ano novo

Nenhum dia do ano é mais convidativo a uma promessa do que o dia 1º de janeiro. Com a mesma facilidade que os dígitos do ano mudam no calendário, sentimo-nos capazes de abandonar antigos vícios, mudar posturas arraigadas e colocar em prática novos projetos. E é aproveitando esse espírito de ano novo que eu pretendo iniciar esse blog, um espaço para registrar relatos do cotidiano, fazer algumas especulações filosóficas, registrar meus comentários sobre os produtos da indústria cultural, discutir futebol e outras ladainhas — ainda não sei bem o que vai dar.

Bom, mas de todo modo, desejo a todos um feliz 2010, com muita saúde, paz, sucesso e etc. Que possamos, na medida do possível, alcançar êxito em nossos projetos — neste blog, inclusive. É isso. Para o primeiro post já escrevi demais.