Copo pela metade

Hoje terminou a participação brasileira na Copa 2014. Uma campanha marcada por altos e baixos. E tantos foram os extremos que tenho dificuldade de dizer se o time brasileiro foi bem ou mal. É como um copo pela metade: uns podem ver como um copo meio cheio, outros como um copo meio vazio.

Antes, algumas palavras sobre o jogo de hoje.

A partida já começou emocionante, com um gol logo no início. Mas o gol foi holandês, para assustar o torcedor brasileiro e lembrá-lo do pesadelo dos 7 gols da Alemanha. Num pênalti mal marcado, em falta cometida sobre o perigosíssimo Robben, derrubado fora da área, Van Persie não desperdiçou a cobrança. Para desespero brasileiro.

Apesar de o time parecer menos perdido em relação ao jogo com os alemães, a zaga brasileira teve mais um apagão. Em que pese o fato de o lateral direito estar em situação de impedimento no lance que originou o gol, David Luiz rebateu a bola cruzada para o meio da área – um erro de principiante. A bola sobrou livre e o holandês Blind só teve o trabalho de empurrar para as redes. Holanda 2 x 0 Brasil.

No que veio a seguir, o time brasileiro até teve uma boa participação, principalmente no segundo tempo. Chances claras de gol, contudo, foram poucas. Uma bola cruzada que passou por Paulinho e Davi Luiz, que não conseguiram empurrar a bola para o gol aberto. O Brasil manteve um domínio estéril da partida, com maior posse de bola, mas sem levar perigo ao goleiro Cillessen.

A Holanda, por sua vez, aproveitou uma das poucas chances que teve. Numa bola perdida por Oscar, que tentou cavar uma falta, os holandeses armaram um contra-ataque fulminante, concluído com um chute de Wijnaldum no canto esquerdo de Júlio César. Placar final: Holanda 3 x 0 Brasil.

Assim, os holandeses ficaram merecidamente com o terceiro lugar da competição. Afinal, a Laranja não perdeu nenhum jogo, já que foi desclassificada pela Argentina nos pênaltis.

Para os brasileiros, o quarto lugar é um copo pela metade.

Para os otimistas, é um copo meio vazio, já que sonhavam com a conquista do Mundial em casa. A conquista da Copa das Confederações, no ano passado, alimentou essa expectativa. Uma expectativa dolorosamente frustrada pela goleada sofrida frente a Alemanha.

Para os pessimistas, pode-se dizer que o quarto lugar é um copo meio cheio. Dado que a seleção não mostrou padrão de jogo em momento algum do campeonato, não é exagero dizer que o time chegou longe ao atingir a fase semifinal. Ainda, considerando que a equipe viveu à beira de um ataque de nervos, diante de toda a pressão de conquistar a Copa em casa, era de se esperar que o desequilíbrio emocional fosse interferir dentro de campo em algum momento.

Então, com o fim da participação brasileira na Copa deste ano, fico com esse sentimento estranho. Não me sinto triste porque acho que o Brasil foi além do que, friamente falando, eu podia esperar. Por outro lado, não posso estar feliz diante das derrotas nesses últimos jogos.

Fico mesmo é com uma pulga atrás da orelha: será o Brasil capaz de reinventar-se? Os dirigentes terão capacidade de promover uma reestruturação do futebol nacional, começando pelas categorias de base? Será que nossa imprensa e nós, torcedores, seremos mais tolerantes com os fracassos imediatos, esperando por resultados em longo prazo (como é justamente o caso da Alemanha)?

Jogadores talentosos nós temos. Uma torcida apaixonada também.

Precisamos agora de humildade para aprender e acompanhar a evolução tática, técnica, física, etc. no mundo da bola. E necessitamos também de melhores organização e planejamento do futebol no país. Essa é uma corrida contra o tempo, que começa neste momento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s