Golpe no Paraguai: o kafkiano impeachment de Lugo

O impeachment do presidente paraguaio Fernando Lugo teve ares de novela kafkiana. Lugo teve seu mandato cassado com base na alegação de “mau desempenho de suas funções”. Ainda que o pretexto para tal acusação tenha sido o conflito que redundou na morte de 19 pessoas, entre policiais e camponeses, o então presidente paraguaio se viu diante de uma verdadeira arbitrariedade, tal qual o protagonista de O Processo, Josef K.

Em que pese o fato de o cenário político não ser favorável a Fernando Lugo — prova disso foi a imensa maioria no Congresso paraguaio que apoiou sua destituição do cargo — , nada justifica que um processo de impeachment seja conduzido em aproximadamente 48 horas. Como alguém poderia instruir-se sobre a acusação que pesa contra si e ainda elaborar sua defesa num prazo tão exíguo? Ainda mais quando se trata de uma acusação tão genérica e de caráter tão subjetivo.

Se fosse em Kafka, talvez Lugo teria algum tempo para se defender.

Nesse sentido, até o personagem de Kafka teve uma melhor sorte. Apesar de ao final de O Processo Josef K. não conseguir descobrir qual o teor da acusação que pesava contra ele, foi-lhe dado tempo para que tentasse tomar providências em relação ao seu processo. Lugo nem isso teve, resignando-se diante de seus algozes.

Quem afirma que o impeachment de Lugo não foi um golpe mostra seu desprezo pela democracia. Se o todo o processo se deu dentro da lei paraguaia — como afirmam os defensores do golpe — , então não se pode considerar o Paraguai como um Estado democrático de direito. Esse evento mostra que a república paraguaia está mais para um Estado kafkiano. Se bem que, em Kafka,  há burocracia e processos burocráticos. No Paraguai, nem isso. Só o golpismo das elites mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s