Ubuntu rodando sobre Windows 7 — viva o Wubi!

Nesses últimos dias de 2010 e começo de 2011, me deparei com uma pequena dor de cabeça: ganhei um notebook. Evidentemente, uma dor de cabeça que todo mundo  gostaria de ter. De todo modo, pra um usuário de Linux, o computador tinha um pequeno problema chamado Windows 7.

Bem, alguém poderia dizer, mas se esse é o problema, é só formatar o HD e mandar brasa: instalar o Ubuntu e ser feliz! Eu também pensei isso, mas confesso que fiquei com dó de formatar o disco com uma cópia original do Windows 7. Ainda mais sabendo que o sistema operacional faz parte (nada desprezível) do presente.

Pra dificultar minha situação, o CD de instalação do Windows não vem junto com o note. Provavelmente, uma política de “combate a pirataria” da Microsoft — e o consumidor que se vire! Outro obstáculo era o fato de que o HD já estava todo ocupado, com 4 partições primárias, inviabilizando a criação de novas partições.

O que eu fiz então?

O Wubi permite que o Ubuntu seja instalado dentro do Windows

Primeiro, eu redimensionei a partição em que o Win7 estava instalado: num HD de 320 GB, só a partição do SO ocupava uns 288 GB. No Gerenciador de Discos do próprio Windows 7, depois de desfragmentar o disco, consegui reduzir a partição pela metade. É bem verdade que 144 GB só pra uma partição de sistema continua sendo um desperdício, mas mesmo assim apenas o espaço liberado já foi mais do que o HD do meu notebook antigo (de 80 GB).

Minha primeira ideia foi de utilizar o espaço livre com as partições que costumo utilizar num sistema Linux: uma partição pro sistema operacional; uma partição swap; uma partição pro diretório home; e mais uma pra arquivos em geral. Porém, como o HD já tinha 4 partições primárias, não consegui criar de imediato nenhuma partição no espaço liberado. Acabei excluindo uma partição FAT de uns 120 MB (que eu não sei pra que servia, mas até agora parece não ter prejudicado o funcionamento do Win7).

Ubuntu instalado pelo Wubi pode ser desinstalado a partir do Windows

Entretanto, fiquei com receio de um conflito entre os sistemas, principalmente em relação ao boot (li um artigo dizendo que o Win7 reescrevia a MBR toda vez que iniciava, dificultando o dual boot no micro). Cheguei a pensar em desencanar do Linux e aderir ao “lado negro da força”. Mas a causa do software livre não poderia ser abandonada! 🙂

Acabei sendo salvo por uma invenção genial, que eu não conhecia, o Wubi: ele permite que o Linux seja “instalado como um programa” no ambiente Windows. Na verdade, é criado um arquivo dentro do Windows. E é nesse arquivo que ficará o sistema Linux (após selecionado no boot, esse arquivo será montado como o diretório raiz). Essa ferramenta vem incluída na imagem ISO do Ubuntu 10.10. É evidente que esse tipo de instalação apresenta algumas limitações: o desempenho é um pouco pior, além de inviabilizar algumas funcionalidades, como hibernação, por exemplo. Mas para os meus problemas, foi a solução ideal. Viva o Wubi!

Ubuntu 10.10 instalado a partir do Wubi

Pra quem tiver curiosidade e quiser experimentar o Wubi, vale a pena dar uma olhada nesse breve tutorial escrito por André Gondim.

P.S.: O leitor Wanderson me alertou que a partição FAT que eu excluí provavelmente continha arquivos de recuperação do Windows7. Portanto, pense bem antes de excluir qualquer partição.

Anúncios

2 Respostas para “Ubuntu rodando sobre Windows 7 — viva o Wubi!

  1. A partição FAT que você excluiu muito provavelmente continha os arquivos de recuperação do Windows 7, já que o seu note não veio com o CD. Funciona assim, você clica f7 (clicaria) e o DVD de instalação é “chamado”, mas claro, não é um DVD é a partição que você apagou.

    • Oh-oooh… acho que fiz m…
      Bom, mas de toda forma, como o hd estava todo ocupado, com 4 partições primárias (2 NTFS e 2 FAT) — e eu queria uma partição específica para dados — , não tive dó da partição FAT menor.
      (Antes dessa medida radical, bem que eu tentei redimensionar as partições NTFS, mas também não consegui.)
      Escolhas…
      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s