Hanbun no Tsuki ga Noboru Sora

Hanbun no Tsuki ga Noboru Sora. Esse é o nome do último dorama (novela japonesa) que assisti. Quer dizer algo como “o céu em que se ergue a meia lua”. Romântico não?

E, de fato, o tema do seriado é o amor que surge entre dois adolescentes internados num hospital: Yuuichi, um garoto de 17 anos que sofre de um tipo de hepatite; e Rika, uma garota que sempre viveu internada por conta de uma doença rara no coração. Numa noite enluarada, o rapaz, ao retornar ao hospital depois de uma fuga, avista Rika na janela de seu quarto a contemplar a lua. A partir daí a lua será uma espécie de “madrinha” do casal. Por intermédio de uma enfermeira do hospital, Akiko, os dois vêm a se conhecer e aos poucos vão se transformando a medida em que aflora o sentimento amoroso um pelo outro.

Personagens de Hanbun no Tsuki ga Noboru Sora (ou HanTsuki para os íntimos).

Bom, acho que não há mais nada a dizer. O enredo é cheio de clichês e a história se passa basicamente dentro do hospital. Alguns outros personagens como os amigos de Yuuichi, a mãe e o médico de Rika também dão as caras. De fato, a trama é bem restrita no número de personagens e no espaço em que se desenvolve: parece mesmo uma novela no sentido literário, em que há praticamente um único fluxo narrativo.

Particularmente foi um desafio assistir até o fim. Será que estou ficando insensível, adquirindo resistência aos dramalhões? Pode ser, mas acho que esse dorama exagerou na previsibilidade do enredo e no comportamento estereotipado dos personagens. Além do que alguns plots seriam bem-vindos para animar um pouco mais a trama. Apesar de tudo isso, ainda existem momentos que valem a pena como a forma singela pela qual Rika se declara a Yuuichi.

No mais, vale destacar que existe também a versão anime (que eu não vi e por isso não sei dizer se o dorama é fiel ou não à animação). Chama a atenção também o fato de que, diferente dos outros doramas que tem capítulos de aproximadamente 45 minutos, essa série tem 13 capítulos de cerca de 25 minutos. Se tivesse mais que isso eu não aguentava ver até o final.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s