Crime e castigo; arrependimento e perdão (2)

Passada a grande comoção causada pelo julgamento do casal Nardoni, responsabilizado pela morte da menina Isabella, retomo uma questão abordada num post anterior.

Afinal, qual é o propósito do sistema penal? Punir, castigar; ou ressocializar?

Nesse caso específico, diante do clamor popular para que “justiça fosse feita”, me parece que o espetáculo em que esse julgamento foi transformado já tinha seu desfecho definido desde o início. O final feliz desejado pelos espectadores do espetáculo não poderia ser outro: uma punição exemplar dos réus. E o povo, satisfeito, se sentiria vingado. Todos prontos para a próxima atração.

Longe de mim querer defender o casal Nardoni. Principalmente se de fato foram os perpetradores de tamanha barbaridade. No entanto, a dimensão do crime não ofusca a perversidade do espetáculo em que esse caso se transformou. Um desejo de vingança tomou conta do povo, desejo de um gozo perverso. Uma ilusão de que infligir sofrimento pudesse restituir o mal causado.

A mãe da menina Isabella, no dia seguinte ao julgamento, expressou bem a angústia que o castigo não é capaz de aliviar. Ela reconheceu que “justiça foi feita”, mas que, apesar disso, sua filha não seria trazida de volta, ficando um vazio cada vez maior, à medida que o tempo passasse.

Desse modo, volto a perguntar: qual a eficácia de um castigo, se não houver o sentimento de culpa e o arrependimento? De que adianta Alexandre Nardoni ficar mais de 30 anos na prisão se, durante todo esse tempo, não for capaz de se arrepender do crime que supostamente cometeu? E, não havendo arrependimento, de que forma poderá ele um dia ser perdoado — por mais difícil que isso seja? Ainda que seja muito difícil, é somente mediante o perdão que o ciclo do ódio poderá ser rompido.

Até lá, provavelmente ninguém mais se lembrará do caso — todos ocupados demais com os BBBs da vida — , ainda que a dor permaneça nos corações daqueles que estiveram diretamente envolvidos nessa tragédia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s